Início Formula 1 Indy Stock Truck Turismo Rally Outras Categorias
Notícias Turismo WTCC DTM Le Mans Series GT3 Porsche Cup Trofeo Maserati Copa Clio

Endurance | 24 Horas de Daytona

Final emocionante e histórico marca as 24 Horas de Daytona 2009

Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009, 20:30

Getty Images

Antonio Garcia, David Donahue, Buddy Rice e Darren Law

O quarteto vencedor: Antonio Garcia, David Donahue, Buddy Rice e Darren Law

Redação ULTIMAVOLTA.com

Vinte e quatro horas de prova. E na chegada, os dois primeiros carros separados por míseros 0.167 segundos. O quarteto da equipe Brumos, formado por David Donohue, Buddy Rice, Antonio Garcia e Darren Law sagrou-se vencedor da tradicional prova norte-americana neste domingo (25), batendo por margem mínima os favoritos Juan Pablo Montoya, Scott Dixon, Scott Pruett e Memo Rojas, que não conseguiram dar para a Ganassi a quarta vitória seguida na prova, válida pelo campeonato Grand-Am. Muitos nomes famosos participaram da prova.

A constante troca de líderes marcou a corrida, que tradicionalmente usa o oval de altíssima velocidade combinado com uma parte mista interna. Nove carros chegaram a comandar, com 53 pilotos diferentes. O lance que definiu a prova aconteceu a 40 minutos do final, quando David Donohue (Riley-Porsche) conseguiu ultrapassar o colombiano Juan Pablo Montoya (Riley-Lexus), que se atrapalhou com o tráfego e não conseguiu dar o troco, apesar de “dar 110% no final”, como definiu o próprio colombiano, que pressionou muito nas últimas voltas.

David, que marcou a pole-position e recebeu a bandeirada neste que foi o final mais apertado da história de Daytona, carrega um sobrenome vencedor. Ele é filho de Mark Donohue, que venceu a prova há exatos 40 anos com um Lola T70. O eclético Mark foi campeão do torneio Can-Am em 1973, vencedor das 500 Milhas de Indianápolis 1972 e correu diversas provas na Formula 1, tendo falecido em um acidente no GP da Áustria de 1975 ao volante de um Penske-Ford.

Em terceiro lugar, fechando o podium, chegou o outro Riley-Porsche da Brumos, apenas seis segundos atrás, com o português João Barbosa. Nesse carro também pilotaram Terry Borcheller, J.C. France e o incansável Hurley Haywood, tricampeão de Le Mans e maior vencedor das 24 Horas de Daytona, com 5 conquistas. O adjetivo “incansável” fica por conta de Haywood já ser um respeitável senhor de 60 anos!

Getty Images

Juan Pablo Montoya

Montoya bem que tentou pressionar, mas acabou em segundo com o carro da Ganassi

Ainda na mesma volta do vencedor, a 10,5s, chegou o quarto colocado, o protótipo Dallara-Ford de Max Angelelli, que dividiu o carro com Wayne Taylor, Brian Frisselle e o português Pedro Lamy, ex-Lotus na F1, apenas um dos pilotos de nome conhecido que participou da prova.

A edição 2009 contou, de fato, com diversas figurinhas carimbadas. Pilotos que estão ou já tiveram nas principais categorias dos EUA formaram a maioria dos populares que estiveram neste fim de semana em Daytona. Da IRL, além do vencedor Buddy Rice, estiveram lá o atual campeão, Scott Dixon, seu companheiro de Ganassi, o campeão de 2006 Dario Franchitti, Danica Patrick, Ryan Briscoe, Ryan Hunter-Reay e Darren Manning.

Representando a antiga Cart/ChampCar, estavam lá os veteranos Jimmy Vasser (campeão em 1996), Scott Pruett e Memo Gidley. Da mais popular categoria para os norte-americanos, a Nascar, Montoya tinha a companhia do atual tricampeão Jimmie Johnson e AJ Allmendinger. Oriundos da F1, Montoya e Lamy correram também com Jan Magnussen, Eric van de Poele, Max Papis, Tomas Enge e Ricardo Zonta.

Zonta, que abandonou com seu Lola-Pontiac na volta 159, não foi o único brasileiro da prova. O país esteve representado também pelo atual campeão da Indy Lights, Raphael Matos, que terminou a prova em 19º lugar com um Riley-BMW, e por Osvaldo Negri, que corre no Grand-Am desde 2003 e abandonou com seu Riley-Ford na volta 262.

É bom lembrar que o Brasil possui duas vitórias em Daytona. Raul Boesel conquistou a edição 1988 com um esporte-protótipo Jaguar XJR-9, em prova válida pelo extinto (porém maravilhoso) mundial de marcas. E em 2004, Christian Fittipaldi sagrou-se vencedor em prova já válida pelo Grand-Am.

Getty Images

Danica Patrick

Danica Patrick terminou no 8º lugar com um Crawford-Pontiac

Sobrenomes

O vencedor David Donohue não foi o único a carregar um sobrenome famoso em Daytona. Alex Gurney é filho de outro grande driver dos EUA: Dan Gurney, um dos mais rápidos e completos pilotos da década de 60. Alex, com um Riley-Pontiac fechou a prova em um ótimo 7º lugar, com Vasser e Johnson. Kyle Petty, filho de Richard Petty, rei da Nascar, disputou a prova com Darren Manning e ambos não foram bem. Abandonaram a disputa na volta 216.

Confira o resultado das 24 Horas de Daytona 2009:

1) Donohue/Garcia/Law/Rice (Riley-Porsche Brumos), 735 voltas
2) Dixon/Montoya/Pruett/Rojas (Riley-Lexus Ganassi), + 0.167
3) Barbosa/Borcheller/France/Haywood (Riley-Porsche Brumos), + 5.504
4) Angelelli/Frisselle/Lamy/Taylor (Dallara-Ford SunTrust), + 10.589
5) Dixon/Franchitti/Lloyd/Pruett (Riley-Lexus Ganassi), + 4 voltas
6) Bernhard/Briscoe/Dumas (Riley-Porsche Penske), + 18 voltas
7) Fogarty/Gurney/Johnson/Vasser (Riley-Pontiac Gainsco), + 21 voltas
8) Finlay/Mears/Patrick/Wallace (Crawford-Pontiac Howard), + 33 voltas
9) Bergmeister/Lally/Long/Marks/Valentine (Porsche GT3 TRG), + 40 voltas
10) Ballou/Collard/George/Lietz/Pumpelly (Porsche GT3 TRG), + 41 voltas