Indy | SP Indy 300

Após treinos, Indy adia classificação no ‘ensaboado’ Sambódromo

Sábado, 13 de Março de 2010, 23:22

Getty Images

Castroneves no Sambódromo

Mesmo com ótima estrutura, a pista padeceu do problema de aderência no Sambódromo

Lucas Giavoni

A temporada 2010 da Indy Racing League teve início neste sábado (13) com a São Paulo Indy 300. Mas não do jeito previsto. Depois de duas sessões de treinos livres, ambas lideradas pelo neozelandês Scott Dixon (Ganassi), organizadores cancelaram os treinos oficiais de classificação. O motivo está na absurda falta de aderência na reta de concreto do Sambódromo do Anhembi, que dificulta os pilotos a fazerem o mais fácil: andar em linha reta. O qualify foi adiado para as 8h30 do domingo (14) e obras seguirão noite adentro no trecho.

A máxima de que o sambódromo é um lugar para sambar infelizmente está sendo levada ao extremo pelos carros nesta etapa de abertura da IRL. No inédito circuito de 4.180 metros montado junto ao complexo do Anhembi e à Marginal Tietê, pilotos sofreram muito na reta do sambódromo.

Pavimentada com concreto pintado e com mínima abrasividade, o retão de chegada de pouco mais de meio quilômetro não oferece um coeficiente de aderência para ao menos garantir que os carros se mantenham em linha reta.

AP Photo

Dixon, Ganassi

Líder das duas primeiras sessões, Dixon foi o único a não gostar do cancelamento...

Depois de muitos escorregões na primeira sessão, na segunda os acidentes começaram a acontecer. Briscoe rodou pouco antes da primeira chicane, danificando o bico, e a estreante Bia Figueiredo (Dreyer & Reibold) quebrou as suspensões perto da linha de chegada. Mario Moraes (KV) e Milka Duno (Dale Coyne) também bateram. Isso gerou até algumas piadas na internet, como chamar a prova de “São Paulo Curling 300”, em alusão ao esporte de inverno praticado em pista de gelo com pedras de granito deslizantes e vassouras.

Obras para aumentar o nível de aderência começaram a ser feitas no cair da tarde. Máquinas para ‘lixar’ a pista, tornando-a mais áspera serão usadas para garantir que a sessão que define a qualificação, marcada para às 8h30 do domingo, possa acontecer sem problemas.

Bruno Terena/ReUnion

Obras na pista

No cair da tarde, equipamentos entraram na pista para 'lixar' o concreto liso

‘Deslizes’ à parte, as duas primeiras sessões de treinos tiveram o mesmo resultado entre os quatro mais rápidos. Dixon, como já mencionado, foi o mais rápido, seguido por Ryan Briscoe, da Penske (que inaugura novo layout, sem alusão à Marlboro), Tony Kanaan, da Andretti (que agora é apenas de Michael Andretti, que rompeu a sociedade com Andy Green), e Will Power, que pilotará terceiro carro da Penske por toda a temporada.

No lugar do treino classificatório, a direção de prova colocou mais uma sessão extra de treinos livres. Nesta, Power foi o mais rápido, conseguindo o melhor tempo do dia, 1:31.2980. O australiano foi seguido por Kanaan e Ryan Hunter-Reay, que ano passado começou na Vison (equipe que foi fechada este ano e deixou Ed Carpenter a pé) e terminou a temporada como substituto do então lesionado Vitor Meira na Foyt.

Sete brasileiros na pista

Getty Images

Kanaan, Andretti

Kanaan, em mais um ano na Andretti, foi o brasuca mais rápido do dia

Dos 24 pilotos inscritos para a prova em São Paulo, 7 são brasileiros – o que é 30% do grid. Tony Kanaan foi quem se apresentou em melhor forma, andando sempre entre os 3 primeiros durante os treinos livres. Helio Castroneves, que entra em sua 11ª temporada pela Penske, conseguiu como melhor resultado um 8º lugar, mas sem arriscar demais nas ondulações e no trecho do sambódromo.

Raphael Mattos andou ligeiramente melhor, chegando a ser o 6º no treino extra, substituto do qualify. Ele se manteve na Luczo Dragon, que apresentou como grande novidade seu novo o novo sócio, Gil de Ferran. O bicampeão da Cart em 2000-01 e vencedor da Indy 500 de 2003 comprou parte da equipe, que agora é conhecida como Luczo Dragon/De Ferran.

Miguel Costa Jr.

Bia, D&H

Bia Figueiredo debutou na Indy com o 3º carro da Dreyer & Reinbold

Os demais representantes nacionais andaram nos pelotões seguintes. Vitor Meira está plenamente recuperado de seu acidente na Indy 500 e reassumiu o carro nº 14 do lendário Foyt. Mario Morais quase ficou de fora, mas conseguiu de última um terceiro carro da KV, equipe que defendeu em 2009.

Os outros pilotos são estreantes. Sexto colocado na Indy Lights em 2009, com duas vitórias, Mario Romancini assinou com a equipe Conquest, que correu anteriormente com Enrique Bernoldi e Jaime Câmara. E nossa última representante é Bia Figueiredo, também oriunda da Lights, onde também venceu duas vezes. Ela estreia com o terceiro carro da Dreyer & Reinbold

Outras novidades

Getty Images

Castroneves, Penske

A Penske de Helinho manteve a estrutura e pilotos, mas o layout Marlboro sumiu

Se na campeã Ganassi não há mudanças e na vice Penske a única novidade é a pintura, praticamente todas as outras equipes tiveram alguma mudança significativa. As únicas exceções foram a Foyt de Meira e a Panther de Dan Wheldon.

Como já citado, Hunter-Reay se juntou à Andretti, que manteve Kanaan, Marco Andretti e Danica Patrick. A equipe dispensou Hideki Mutoh, que com dinheiro japonês achou vaga na decadente Newman-Haas-Lanigan, que perdeu um de seus principais investidores e agora só tem um carro. Isso fez com que Graham Rahal assinasse um contrato suicida com a Sarah Fischer Racing, que não veio para o Brasil.

Getty Images

Novatos

Um trio de novatos: Takuma Sato (KV), Bia Figueiredo (D&H) e Simona di Silvestro (HVM)

A HVM surpreendeu e contratou a estreante Simona de Silvestro, uma suíça de 21 anos oriunda da F-Atlantic. Ernesto Viso, por sua vez, levou o dinheiro da estatal venezuelana PDVsa para a KV, que definiu como primeiro piloto o japonês ex-F1 Takuma Sato, e que arrumou um terceiro carro de última hora para Mario Moraes. A equipe Fazzt é nova, mas o piloto é um velho conhecido: Alex Tagliani, que chegou a ser 5º na segunda sessão. Ele deixou a Conquest, que fará toda a temporada com Romancini.

Justin Wilson, que ganhou uma corrida em 2009 pela Dale Coyne, assinou com a Dreyer & Reinbold, time que também tem carros para Mike Conway e a novata Bia. No lugar do grandalhão britânico, um conterrâneo, Alex Lloyd. Uma segunda vaga foi aberta e preenchida pela tartaruga venezuelana Milka Duno, que bateu nos treinos e mostrou-se sempre pelo menos 8s mais lenta que os pilotos mais rápidos.

Getty Images

Milka Duno, Dale Coyne

O tráfego da Marginal Tietê estava mais rápido que Milka Duno, que tomava 10s por volta

Confira o resultado do 1º treino livre no circuito do Anhembi

1) [9] Scott Dixon (Ganassi), 1:31.7707
2) [6] Ryan Briscoe (Penske), 1:31.9731 + 0.2024
3) [11] Tony Kanaan (Andretti), 1:31.9753 + 0.2048
4) [12] Will Power (Penske), 1:32.3009 + 0.5302
5) [24] Mike Conway (Dreyer & Reinbold), 1:32.6446 + 0.8739
6) [37] Ryan Hunter-Reay (Andretti), 1:32.7943 + 1.0236
7) [2] Raphael Matos (Luczo Dragon/De Ferran), 1:32.8537 + 1.0830
8) [3] Helio Castroneves (Penske), 1:32.9402 + 1.1695
9) [77] Alex Tagliani (Fazzt), 1:33.1523 + 1.3816
10) [22] Justin Wilson (Dreyer & Reinbold), 1:33.3587 + 1.5880
11) [8] Ernesto Viso (KV), 1:33.3998 + 1.6291
12) [78] Simona de Silvestro (HVM), 1:33.4757 + 1.7050
13) [26] Marco Andretti (Andretti), 1:33.4808 + 1.7101
14) [32] Mario Moraes (KV), 1:33.5580 + 1.7874
15) [06] Hideki Mutoh (Newman-Haas-Lanigan), 1:33.6684 + 1.8978
16) [14] Vitor Meira (Foyt), 1:33.6970 + 1.9263
17) [10] Dario Franchitti (Ganassi), 1:33.8456 + 2.0750
18) [19] Alex Lloyd (Dale Coyne), 1:33.9907 + 2.2200
19) [5] Takuma Sato (KV), 1:34.0126 +2.2420
20) [4] Dan Wheldon (Panther), 1:34.4779 + 2.7072
21) [34] Mario Romancini (Conquest), 1:34.6577 + 2.8871
22) [7] Danica Patrick (Andretti), 1:34.7795 + 3.0088
23) [23] Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold), 1:37.4300 + 5.6593
24) [18] Milka Duno (Dale Coyne), 1:43.4555 + 11.6848

Confira o resultado do 2º treino livre no circuito do Anhembi

1) [9] Scott Dixon (Ganassi), 1:32.7369
2) [6] Ryan Briscoe (Penske), 1:33.2471 + 0.5372
3) [11] Tony Kanaan (Andretti), 1:33.3384 + 0.6016
4) [12] Will Power (Penske), 1:33.8045 + 1.0677
5) [77] Alex Tagliani (Fazzt), 1:34.0698 + 1.3329
6) [37] Ryan Hunter-Reay (Andretti), 1:34.3339 + 1.5970
7) [26] Marco Andretti (Andretti), 1:34.8893 + 2.1525
8) [3] Helio Castroneves (Penske), 1:34.9522 + 2.2154
9) [32] Mario Moraes (KV), 1:35.0701 + 2.3332
10) [8] Ernesto Viso (KV), 1:35.0702 + 2.3333
11) [10] Dario Franchitti (Ganassi), 1:35.1564 + 2.4195
12) [2] Raphael Matos (Luczo Dragon/De Ferran), 1:35.2949 + 2.5580
13) [78] Simona de Silvestro (HVM), 1:35.4282 + 2.6913
14) [7] Danica Patrick (Andretti), 1:35.7395 + 3.0027
15) [14] Vitor Meira (Foyt), 1:35.7497 + 3.0128
16) [06] Hideki Mutoh (Newman-Haas-Lanigan), 1:35.9978 + 3.2609
17) [4] Dan Wheldon (Panther), 1:36.0740 + 3.3371
18) [24] Mike Conway (Dreyer & Reinbold), 1:36.3362 + 3.5993
19) [5] Takuma Sato (KV), 1:36.7977 + 4.0608
20) [19] Alex Lloyd (Dale Coyne), 1:36.9803 + 4.2434
21) [22] Justin Wilson (Dreyer & Reinbold), 1:36.9843 + 4.2475
22) [34] Mario Romancini (Conquest), 1:40.5845 + 7.8476
23) [23] Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold), 1:40.8720 + 8.1351
24) [18] Milka Duno (Dale Coyne), 1:44.2048 + 11.4680

Confira o resultado do treino extra no circuito do Anhembi

1) [12] Will Power (Penske), 1:31.2980
2) [11] Tony Kanaan (Andretti), 1:31.3403 + 0.0423
3) [37] Ryan Hunter-Reay (Andretti), 1:31.3858 + 0.0878
4) [22] Justin Wilson (Dreyer & Reinbold), 1:31.5380 + 0.2400
5) [10] Dario Franchitti (Ganassi), 1:31.5788 + 0.2808
6) [2] Raphael Matos (Luczo Dragon/De Ferran), 1:31.5930 + 0.2950
7) [9] Scott Dixon (Ganassi), 1:31.6062 + 0.3082
8) [77] Alex Tagliani (Fazzt), 1:31.6969 + 0.3989
9) [26] Marco Andretti (Andretti), 1:31.8503 + 0.5523
10) [3] Helio Castroneves (Penske), 1:31.8565 + 0.5585
11) [6] Ryan Briscoe (Penske), 1:31.9878 + 0.6898
12) [7] Danica Patrick (Andretti), 1:32.1665 + 0.8685
13) [8] Ernesto Viso (KV), 1:32.2136 + 0.9156
14) [4] Dan Wheldon (Panther), 1:32.2469 + 0.9489
15) [14] Vitor Meira (Foyt), 1:32.6553 + 1.3573
16) [78] Simona de Silvestro (HVM), 1:32.6710 + 1.3730
17) [5] Takuma Sato (KV), 1:33.0667 + 1.7687
18) [19] Alex Lloyd (Dale Coyne), 1:33.1112 + 1.8132
19) [24] Mike Conway (Dreyer & Reinbold), 1:33.1460 + 1.8480
20) [06] Hideki Mutoh (Newman-Haas-Lanigan), 1:33.1872 + 1.8892
21) [32] Mario Moraes (KV), 1:33.7353 + 2.4373
22) [34] Mario Romancini (Conquest), 1:36.2038 + 4.9058
23) [23] Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold), 1:38.7247 + 7.4267
24) [18] Milka Duno (Dale Coyne), 1:39.5075 + 8.2095

A sessão que define o grid de largada será às 8h30 e São Paulo Indy 300 terá bandeira verde às 13h, horário de Brasília.